terça-feira, 17 de julho de 2012

Entediados da meia noite


"A noite silenciava a tristeza chocava, um vinho podre sob o tapete da sala,

Seria a imagem da tristeza na solidão,ou acompanhada de tal que a solidão seria melhor?

Travessura para o fastio que comprimia o estomago azedo de tão só.

Para que o vinho se a alma pede alento, para que a tristeza se a boca ainda tem os dentes?

Para que deixar o tédio levar, se o sapato ainda serve para marcha

A resposta mais correta para tantas perguntas dos entediados da meia noite,

Serias  aquece tua  sombra e te  coloques em pé

Levante-te do chão  e arrastes as cadeiras, dando lugar aos três que virão te acompanhar para o gole de vinho podre, que quer te levar...

Tua magoa resguardada, teu perdão sem comiserações e a  razão que te manipula." 


Texto escrito por Roseli Gomes
com registro no Eda

3 comentários:

  1. sou um entendiado da meia noite rs
    ótimos textos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. agradeço por sua visita. Seja bem vindo!

      Excluir